Sabro
Jornal do Agrupamento de Escolas de Sabrosa
Pesquisa

POR ONDE ANDAM OS NOSSOS EX-ALUNOS...
Por Ilda Figueira (Professora), em 2016/05/051613 leram | 0 comentários | 48 gostam
Chamo-me Orlando Vaz, tenho 24 anos e deixei a nossa "escolinha" no ano letivo 2009/2010.
Mais do que um sonho, sempre foi, para mim, um objetivo entrar no curso de Medicina. Contudo, por meia décima não consegui entrar. Concorri, então, para o curso de Engenharia Biomédica na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), onde estudei durante o meu primeiro ano universitário, o meu ano de caloiro. Foi um dos melhores anos da minha vida! Além de conhecer pessoas novas e alargar os meus horizontes, pude continuar a conviver diariamente com os meus grandes amigos de infância e manter a nossa banda de garagem ativa.
Nunca esquecendo as minhas prioridades e lutando sempre por aquilo em que acredito ser o melhor para mim, repeti os exames nacionais de Física e Química e Biologia e Geologia e consegui entrar no tão desejado curso de Medicina, na Universidade de Coimbra. E foi já há cinco anos que, de "cascos" no chão, me curvei, pela primeira vez, perante D. Dinis. Experienciei muitas vivências académicas e vivi muitas experiências pessoais na cidade dos estudantes, na cidade onde quem usa capa negra é rei. Dia após dia, o Mondego e a velhinha Cabra veem-me crescer.
Desde os 18 anos que estou associado a uma Associação sem fins lucrativos, a Pranima, cuja principal atividade é a organização e execução de colónias e campos de férias. Aqui, pude aliar o trabalho de férias ao enriquecimento pessoal ao ser monitor de jovens entre os 14 e os 20 anos, em viagens nacionais e internacionais.
É com um sorriso nos lábios e um sentimento de saudade que relembro todas as histórias vividas nessa escola, na nossa escola. E não posso, nunca, esquecer os princípios e os exemplos que pude adquirir com todos aqueles com quem me cruzei durante os oito anos (5º ao 12º ano) em que por aí "passei". Esses ensinamentos, aliados aos adquiridos em Coimbra e em todas as minhas viagens, levam-me a querer mais para todos aqueles que, como eu, nasceram, cresceram e querem viver no concelho de Sabrosa.
O meu conselho a todos os alunos é que aproveitem muito bem juventude e reivindiquem e lutem por aquilo que vos pertence, o vosso futuro!


Orlando Vaz


Comentários

Escreva o seu Comentário